fbpx

Ofurô Frio – Conheça os Incríveis Benefícios!

O ofurô é uma técnica muito tradicional do Japão. Tem seu quê de relaxamento e até um toque romântico, mas na verdade essa forma terapêutica de recuperar e/ou proteger o corpo de várias doenças, e de quebra estar em plena forma. Mas isso no ofurô quente… E no ofurô frio?

Sim, tem uma versão fria do Ofurô, que de forma geral tem as mesmas funções do seu modelo mais tradicional, com algumas diferenças nos tipos de tratamento, alguns benefícios, e claro, temperatura. Para começar, o ofurô frio deve ser recomendado por médicos, seja como um complemento, ou como base para sua recuperação.

Vamos não apenas mostrar suas características, como a origem desse ofurô frio, a importância dos materiais, e os benefícios que ele oferece.

Ofurô Frio: Características Gerais

Essencialmente, o ofurô frio funciona como o quente quanto a suas instalações. O usuário fica em uma banheira, que pode ser de vários materiais, dependendo do local onde está, e mergulha até a altura dos ombros em uma banheira de pouco comprimento, e grande profundidade.

As temperaturas, embora sejam baixas, não chegam ao ponto de serem geladas – esses casos de tratamentos fisioterápicos, que devem ser acompanhados de profissionais treinados para tal. No ofurô frio, o tempo de permanência é variado, de acordo com as necessidades do usuário.

Uma vez liberado para o uso, o ofurô frio oferece uma série de benefícios para o relaxamento muscular e tratamentos cardíacos, porém em uma via diferente do banho quente – enquanto este combina prazer e saúde em forma de lazer, o ofurô frio tem seu lado mais clínico destacado, embora não seja menos prazeroso.

Origem do termo “Ofurô Frio”

Tratamentos em banhos de água fria já existem há muitos séculos, sobretudo como forma de preparo físicos para soldados e atletas. As chamadas crioterapias remontam desde os períodos da Grécia Antiga, e todas as várias vertentes trabalham com a mesma ideia: em um ambiente de temperatura fria e controlada, tratar das diversas enfermidades do corpo.

Tecnicamente, o ofurô frio não existe em uma forma natural. Como você bem viu em nosso primeiro artigo sobre esta forma de banho, as origens do banho quente e tradicional japonês estão diretamente relacionadas ao seu próprio país, clima, geografia, e tudo o mais.

Com a popularização dos ofurôs quentes, a adoção do termo para os banhos frios com o objetivo mais relaxante veio apenas nos últimos anos, para diferenciar esse tipo de banhar com aqueles tratamentos com gelo.

Essa prática, como uma forma de relaxamento, existe há muitos anos no norte da Europa, como Suécia, Dinamarca e Noruega, e de certa partilha dessas relações com o clima como os japoneses. Hoje em dia, é bem fácil encontrar casas de banho e spas que combinam as técnicas nórdicas com a etiqueta oriental, não limitando-se apenas a temática japonesa, o que dá um belo ar cosmopolita.

A importância dos materiais no Ofurô

Tanto no ofurô quente como no frio, os materiais que formam a banheira devem ser levados em conta. E não apenas pelo fator estético. Como condutores de calor, esses materiais vão ajudar a tornar a experiência mais prazerosa, mais terapêutica, ou não fazer tanta diferença. A escolha é sempre sua, seja na hora de montar em casa, ou o mais comum, ir a um spa que oferece o ofurô frio.

O tipo de material influencia não apenas na qualidade do banho e nas características que ele ressalta enquanto tratamento, mas também em valores na hora de montar ou usar o serviço. Tenha isso sempre em mente, amigo, para não diminuir ou supervalorizar qualquer opção. O objetivo aqui é

Tipos de materiais para banheiras de Ofurô

Existem diversos tipos de materiais para a produção de uma boa banheira para ofurô. À seguir, vamos detalhar alguns deles, para que suas escolhas sejam certeiras. Ah, e essas escolhas também valem para o ofurô quente, já que as instalações, de certa forma, são as mesmas.

Madeira – É o mais clássico para os ofurôs. Para suportar quantidades maiores ou menores de temperaturas, os mais indicados aqui são o Cedro Polido, mais comum no Japão, e o Cedro Rosa, aqui no Brasil. São resistentes, duráveis, e seus designs costumam ser bem elegantes quando quando bem instalados. É a opção padrão para muitos locais.

Acrílico – São uma opção moderna, embora esteja limitada em cores devido a natureza do acrílico. Modelos desse tipo são um pouco mais acessíveis em preço, e com uma boa durabilidade. Por outro lado, seus reparos são um pouco mais complicados,já que em casos de furos e rachaduras tornam a segurança menor.

Fibra de Vidro – É uma opção bem popular por aqui. Existem não apenas em spas, como em hotéis também. Costuma ser uma opção bem versátil para quem gosta de decorar o ambiente com o ofurô, além de ser um bom condutor de calor. Tem vários modelos que combinam ele com a madeira tradicional, misturando um pouco a ideia de ofurô e banheira, apesar de ambos serem bem diferentes.

Plástico – Um pouco mais raros em spas por ser uma opção mais simples, porém não oferecem a mesma qualidade, sobretudo para quem precisa em longos tratamentos. Se você busca algo mais particular sem gastar muito, só para os dias em que não pode ir no spa, pode ser uma saída. Só tenha consciência de que não vai causar os mesmos efeitos, certo?

Como usar o ofurô frio?

O uso do ofurô é similar a sua versão quente. Tome banho em temperatura ambiente para tirar as impurezas, e mantenha suas roupas fora do local do ofurô, apenas com uma toalha. O tempo de uso é menor do que os direcionados para o banho quente, no máximo 20 minutos para um ofurô entre 10º e 15º C. Certifique-se de que a temperatura está correta antes de entrar.

Após o término do banho, não se molhe com água quente. Seque-se bem, e mantenha-se agasalhado até a temperatura do corpo normalizar, e depois sim vista suas roupas. Apesar de relaxantes e revigorantes, o ofurô frio também pode ser um pouco puxado para quem não está habituado, e o choque térmico natural pode causar sérios problemas, como vamos ver a seguir.

Alertas e cuidados

Usar um ofurô frio não é tão diferente de um quente no que diz respeito a cuidados. A higiene é imprescindível, assim como a educação ao fazer uso dele em lugares com outras pessoas. Mas como aqui se trata de uma opção mais específica, é bom saber o que precisa fazer para tirar o melhor proveito e sem problemas.

  • Evite entrar na banheira com o corpo quente – Mais do que tirar as impurezas do corpo antes de entrar no ofurô, o pré-banho também reduz a temperatura corporal, evitando aqueles choques térmicos desnecessários e até perigosos. Para quem vem de exercícios, o ideal é justamente tomar uma ducha rápida para tirar o excesso de suor e diminuir a temperatura do corpo para um nível adequado antes de entrar.E da mesma forma…
  • Evite beber ou comer pratos quentes – Pior do que o corpo quente de forma geral, é o mesmo estar dessa forma por qualquer tipo de alimentação antes do banho frio. O choque térmico pode ser ainda mais perigoso no sistema digestivo.
  • Não use em casos de … – Pessoas com pressão baixa não devem usar o ofurô frio sem recomendação médica. Quem sofre de hipertireoidismo também também não devem fazer sem indicação clínica. Não existem outros tipos de restrições, exceto as que o próprio médico irá lhe passar nos exames preventivos.

Benefícios do Ofurô frio

Aposto que essa era a parte tão esperada, certo? É importante mostrar todos os alertas e cuidados para que todos os benefícios sejam bem recebidos. E o que não falta são benefícios para quem deseja fazer uso do ofurô frio.

Vejamos algumas dessas vantagens.

Melhora na Circulação Sanguínea – Sim, o mesmo benefício dos banhos quentes, mas por um caminho diferente. Enquanto os vasos dilatados ajudam a fluir melhor o sangue, o ofurô frio faz com que estes vasos estreitem, eliminando inflamações e formação de nódulos de gordura. Isso torna a circulação melhor com o passar do tempo, se combinada a outras atividades.

Potencializa a atividade sexual – Essa é uma consequência direta da circulação sanguínea. Com um estímulo mais adequado do sangue, tanto a secreção presente no esperma, como a ereção, ficam mais estáveis. Mas o benefício deve ser acompanhado de outros estímulos a produção de testosterona, como bons exercícios, por exemplo.

Estimula o Sistema Imunológico – Também é outra excelente consequência da circulação sanguínea bem desenvolvida. Com o aumento da produção de glóbulos vermelhos e brancos, bem como uma melhor oxigenação do sangue, o nosso corpo fica melhor preparado para quaisquer doenças. Já reparou como ele fica quente logo depois do ofurô ou mesmo um banho frio simples?

Tranquiliza a mente – O ofurô frio tem seu melhor efeito relaxante aqui. A baixa temperatura ajuda a relaxar a mente, limpando de qualquer estresse passado ao longo do dia. E ainda que esteja mais tranquila, outro benefício é curiosamente o oposto: na água fria, nosso corpo e mente ficam mais alertas também. É quase entrar em estado de zen, mas de uma forma mais direta, vamos dizer assim.

Relaxa músculos e trata inflamações – É outro benefício intrínseco a quem faz uso de gelo e temperaturas baixas para tratamentos. O ofurô frio ajuda a conter inflamações musculares e de articulações, o que faz dele excelente para quem passa por problemas como tendinite e bursite, bem como atletas que precisam de um descanso.

O banho de Contraste

O choque térmico não costuma ser divulgado como algo seguro ou bom, o que de fato é verdade quando se faz de forma descuidada. Mas com o encaminhamento clínico certo, tem uma ótima maneira de fazer valer dessa mudança brusca de calor e frio. O banho de contraste é justamente isso.

Agora que você já sabe do ofurô quente e do ofurô frio, é possível combinar os dois para quem precisa de um tratamento completo e recuperar o corpo mais rapidamente. Sacou o nome agora, não é?

O banho de contraste funciona da seguinte maneira. Sabendo que tanto o calor como o frio são bons para a circulação sanguínea, as imersões nas duas águas são feitas em intervalos curtos de tempo, fazendo com que o choque térmico dilate e estreite os vasos sanguíneos de maneira mais eficiente, e acabar com uma série de problemas relacionados à saúde.

Por que falar desse lado mais clínico agora? Bem, trata-se de uma sugestão e uma boa alternativa para quem deseja tanto o ofurô tradicional como sua opção mais gelada, e realmente precisa de algo mais eficiente para sua saúde.

Para citar alguns exemplos de doenças e problemas que podem ser bem tratados com o banho de contraste.

  • Edemas;
  • Artrite e outros problemas nas articulações;
  • Fraturas;
  • Infecções específicas.

Isso sem contar os casos de má circulação que não se resolvem apenas com medicação e alimentação. E é justamente por esses pontos que o tratamento deve ser feito apenas com prescrição médica. Como já bem mencionado nos cuidados e alertas, o risco ao se expor a temperaturas frias, e logo em seguida a quentes sem parâmetros bem definidos pode causar consequências sérias ao organismo.

Gostou do ofurô frio?

Seja como uma forma de tratamento, ou um relaxamento um pouquinho diferente do habitual, o ofurô frio é uma forma excelente de relaxar depois de momentos tão puxados do dia. Isso vale tanto para aquele trabalho estressante e cansativo, como para quem pegou pesado nos exercícios, e agora precisa de uma boa recuperação antes de descansar de verdade.

E fazer isso em um spa é melhor ainda! Com um ambiente seguro, bem estruturado e perfeito para relaxar, sua única preocupação deve ser com chegar a ele no momento que deseja, e aproveitar todas as suas vantagens. Não deixe de cuidar bem do seu corpo e mente, e até a próxima!

2019-03-06T14:10:42-03:00

Sobre Nós

Acreditamos que todo homem mereça ter um momento de relaxamento e revitalização ao longo da semana. Por isso, criamos o SPA urbano para homens com ambiente estritamente familiar e tradições orientais.